Navegue
por categorias

Lugares para explorar no Rio Grande do Norte

O Rio Grande do Norte é mais um dos encantos do nordeste brasileiro. Seu clima tropical, belezas naturais e a receptividade do seu povo conquistam o coração de turistas de todo o mundo. O estado é visitado principalmente entre os meses de novembro a fevereiro, e Natal, sua capital, é famosa pelos 365 dias de sol. As atrações potiguares estão entre inúmeras praias, dunas e pontos históricos por todo o estado.  Sem contar a gastronomia, que conquista paladares pelos seus sabores e fartura das mesas, principalmente no interior. Detalhamos alguns dos destinos mais procurados do estado para ajudar no melhor roteiro para sua próxima viagem!

Lugares para explorar no Rio Grande do Norte 

O Rio Grande do Norte é mais um dos encantos do nordeste brasileiro. Seu clima tropical, belezas naturais e a receptividade do seu povo conquistam o coração de turistas de todo o mundo. O estado é visitado principalmente entre os meses de novembro a fevereiro, e Natal, sua capital, é famosa pelos 365 dias de sol. As atrações potiguares estão entre inúmeras praias, dunas e pontos históricos por todo o estado.  Sem contar a gastronomia, que conquista paladares pelos seus sabores e fartura das mesas, principalmente no interior.

Segundo Ruy Gaspar, Secretário do Turismo do Rio Grande do Norte, uma semana é suficiente para curtir um city tour por Natal e aproveitar bons passeios de buggy pelas dunas de Jenipabu, descer de esquibunda na Lagoa de Jacumã, mergulhar nos parrachos de Maracajaú e curtir o pôr-do-sol em São Miguel do Gostoso, pelo Litoral Norte. No Litoral Sul, vale incluir uma visita ao maior cajueiro do mundo, em Pirangi, degustar um bom peixe fresco na tranquilidade de Barra do Cunhaú e seguir até Pipa.

No Rio Grande do Norte, ainda há o turismo religioso que inclui a maior estátua católica do mundo, de Santa Rita de Cássia, além das visitas às águas termais e as festas juninas em Mossoró. O turismo de aventura também é uma opção com passeio de parapente na Serra do Lima, em Patu, e visita às pinturas rupestres no Lajedo Soledade, em Apodi, entre outras trilhas, cavernas e minas pelo estado.

O que não falta é opção para todos os tipos de turistas e roteiros de viagem. Para ajudar na rota, a Secretaria do Turismo conta um pouco mais sobre os cinco destinos mais procurados no Rio Grande do Norte:

Natal - com o ar mais puro das Américas, a cidade tem praias de águas mornas e apropriadas para banho, que ficam a poucos minutos do centro da cidade. A Praia da Redinha também é um destino recomendado. Lá, a dica é a degustação da típica ginga (peixes minúsculos com tapioca), no Mercado Público. A volta do local passa pelas praias do Meio, Artistas e Areia Preta, até os 8 km da Via Costeira de dunas e um parque de hotéis sofisticados. Ponta Negra é uma babel, com gente do mundo inteiro e infraestrutura turística. Há excelentes bares, restaurantes e uma noite efervescente. Sem esquecer a imagem do Morro do Careca, um dos principais cartões postais de Natal e do Nordeste.

Pipa - Apontada como um dos dez lugares paradisíacos do Brasil, Pipa é a mais internacional das praias do Nordeste, a 80 km de Natal, no Litoral Sul, com acesso pela BR 101 ou pela beira-mar. Reduto de hippies e surfistas nos anos setenta, Pipa se tornou o local preferido por estrangeiros. Pipa é uma praia simples e chique ao mesmo tempo, com artesanato genuíno e lojas de grifes famosas. É um recanto de natureza exuberante com praias preservadas, falésias e reservas de mata atlântica. É o melhor reduto gastronômico do Estado. São tantos os bares, pubs, restaurantes e pizzarias que todos os anos, em outubro, acontece o Festival Gastronômico da Pipa. Outros eventos já consolidados na praia são o Festival Literário da Pipa (Flipipa) com convidados do universo literário nacional e internacional, e o Fest Bossa & Jazz, o principal evento do gênero do Norte e Nordeste.

São Miguel do Gostoso - Com praias selvagens, “Gostoso” é o paraíso dos velejadores. O local é considerado um dos melhores das Américas para a prática do windsurf e kitesurf e tem atraído um número cada vez mais crescente de esportistas do mundo inteiro. O município tem enorme diversidade de bares com gastronomia sofisticada, como também variedade de hospedagens simples e charmosas ao requinte de pousadas. O Terminal Turístico do Gostoso, localizado na praia da Xêpa, é uma das atrações do local. O município tem recebido celebridades todos os anos. Gostoso é hoje o destino que mais desponta no Rio Grande do Norte.

Santa Cruz - Santa Cruz é a cidade polo da região Trairi. Fica a 115 km de Natal. Possui a maior estátua religiosa cristã do mundo, construída há quase sete anos – um projeto concebido a partir da religiosidade da população e da devoção à Santa Rita de Cássia, padroeira da cidade. O Alto de Santa Rita, complexo turístico religioso, conta com área para missas e eventos, restaurantes, estacionamento e a estátua, com 56 metros de altura, mais alta que o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro e que tem atraído milhares de fiéis, romeiros e curiosos todos os anos.

Maracajaú – Além de lindos coqueirais, dunas de areia branca e lagoas maravilhosas, Maracajaú também é o paraíso do mergulho e está a 60km de Natal, pela BR 101. As águas claras e os 13 km de arrecifes de corais são preservados pela Área de Proteção Ambiental de Maracajaú e fica a 7 km da costa. O parque aquático Ma-Noa Park, perto da Ponta dos Anéis, tem estrutura de piscinas, tobogãs, bares e restaurantes. Vale uma visita à Árvore do Amor e ao farol no Cabo de São Roque, ponto mais próximo da África e Europa. As praias próximas de Caraúbas, Pititinga, Punaú e Rio do Fogo também devem ser visitadas.

Você Sabia?

A etimologia Potiguar já denuncia: quer dizer Comedor de Camarão. Os índios Poti habitaram nosso litoral e nos emprestaram a alcunha. Então, o camarão está bem presente à mesa do potiguar.

Vai lá

Mais informações sobre o turismo no Rio Grande do Norte estão no link http://natalbrasil.tur.br/setur/institucional