Navegue
por categorias

Karina Oliani: é preciso mais engajamento e profissionalismo

Ela é multiatleta, médica, apresentadora, diretora de TV, e engajada em causas sociais e de proteção do meio ambiente. Para Karina Oliani é importante que as pessoas tomem para si a responsabilidade de melhorar o mundo. Este ano, ela deve visitar mais de 20 países em expedições de aventura e projetos médicos voluntários.

Karina é categórica ao dizer que é preciso mais engajamento e profissionalismo no setor de aventura. "Aventureiros tem uma maior obrigação com o meio ambiente porque usam a natureza para se divertir, trabalhar, fazer aventuras, então faz todo o sentido”, conta. Além disso, ela dá dicas de como organizar projetos de aventura. “É preciso entregar o dobro do que se promete”, completa.

Quais são seus planos para 2018?

Este ano temos algumas coisas já programadas. No total, são mais de 20 países. Haverá projeto médico voluntário em Fiji, aventura com Heliski no Canadá, projeto ambiental em Mônaco e outro projeto médico na Caxemira, para citar alguns. Me organizo entre viagens de aventura, projetos médicos e projetos de educação ambiental. Nas viagens de aventura, em alguns casos eu apresento, outros atuo como diretora.

O canal Karina Oliani no YouTube é novidade este ano. Como você avalia sua presença na plataforma?

Eu já tinha vontade de ter um canal na internet há quatro anos, e chegou um momento em que também muitas pessoas estavam pedindo para que eu tivesse. Então finalmente o canal foi lançado. A audiência ainda é pequena, mas estou bem feliz com os resultados. As pessoas interagem demais, comentam. O engajamento é enorme. Agora estou também me organizando para participar de vídeos em outros canais. O futuro do conteúdo é online. Estou muito otimista com essa novidade.

Que dicas você dá a aventureiros experientes para organização de expedições, captação de patrocínio e imagens?

Seja mais profissional do que aventureiro na hora de entregar e de prometer as coisas para os seus parceiros. Boas oportunidades na vida são poucas. Se você pega essas oportunidades, entrega o que você prometeu, às vezes até o dobro do que você prometeu, é ótimo. Tem muita gente que na hora de pedir tudo é maravilhoso, mas depois não entrega nem metade. Infelizmente, esse tipo de aventureiro não vai ter outras oportunidades e acaba queimando a marca e prejudicando todo o setor. Temos que tomar cuidado para não acontecer o que está acontecendo com o mercado de influenciadores.

Como você desenvolve seus projetos de aventura?

É importante começar todo e qualquer projeto falando o que você vai entregar. As pessoas costumam começar falando o que é o projeto, o que elas querem. Eu começo já falando qual o retorno que você vai dar para a pessoa e para essa marca. Depois você conta quando, como, onde...

Faça uma inversão da ordem. Todos os potenciais parceiros são profissionais de Marketing e a primeira pergunta é se você vai dar uma entrega legal para eles. Depois, claro, cumpra tudo o que prometeu. Entregue até o dobro, mas entregue.

Você acha importante que atletas de aventura sejam engajados?

Acho importante que todas as pessoas do mundo sejam engajadas por algumas causas. O planeta é nossa casa e temos que cuidar dele. Seja atleta, artista, chef de cozinha, médico, costureiro, não importa sua profissão. A gente recebe muitas bênçãos e tem que retribuir e dar de volta para o universo. Independente de ser um aventureiro ou não. Aventureiros têm maior obrigação com o meio ambiente porque usam a natureza para se divertir, trabalhar, fazer aventuras, então faz todo o sentido.

Engajamento entre aventureiros é uma realidade?

Já existe muito disso. Vários atletas de aventura estão tentando, fazendo alguma coisa de verdade, mas precisa ser maior. Se depender de mim, eu quero inspirar aventureiros e todas as pessoas a não só se preocupar com a aventura, mas fazer uma aventura com propósito. Em todas as expedições e aventuras, ter alguma contribuição de volta. Vai realizar um sonho de escalar, fazer uma travessia, etc, então associe a essa expedição algum projeto ou plano para colaborar com a população local, com o meio ambiente.

Como você se organiza entre expedições e trabalho voluntário?

Para cada projeto de aventura que realizo, eu tenho um projeto social para entregar de volta. Antigamente eu tinha muito trabalho de produção de TV, mas agora estou mais voltada para retribuir. Um exemplo é a criação do Instituto Dharma - que organiza expedições médicas pelo Brasil e pelo mundo. Nelas, custeamos nossa própria viagem e hospedagem e ainda trabalho voluntariamente.

Desde pequena eu tenho essa responsabilidade de pensar como as coisas estão erradas. Eu sinto, está dentro de mim há muito tempo. Antes de me formar médica já participava de trabalhos sociais. Projetos muito carentes. Já tenho 12 anos de trabalho na parte médica para ajudar as pessoas que mais precisam.

O Brasil é um país maravilhoso, riquíssimo, mas infelizmente muito mal administrado. Zero de prioridade de melhorar o país. É bem triste. Precisamos de pessoas competentes, a corrupção é muito mais cara.

Ambição e cobiça prejudicam o Brasil. Precisamos de pessoas do bem.

A gente tem que parar de colocar culpa só na política e nos politicos. O Brasil não liga para coleta de lixo, por exemplo. O Brasil somos nós. Dentro do que está nas nossas mãos, cada um tem que sair e pegar uma causa. Certamente seria um país muito mais maravilhoso do que é.

Como tudo começou? Quais foram seus primeiros passos em esportes de aventura?

Eu amo o mar. Sou mergulhadora certificada desde os 12 anos de idade. A minha primeira carteirinha de mergulho é de 1994. Sempre fui muito apaixonada pelo mar e pelos animais que vivem nele. Para preservar o oceano, me interessei por causas ambientais.

Já fui associada ao Greenpeace e a diversos outros projetos. Até hoje recebo convites para me tornar ativista em instituições canadenses e americanas. Unir forças com biólogos e engenheiros ambientais para somar nesse sentido. Quando você tenta fazer as coisas sozinho, é bem limitado. Mas quando consegue reunir pessoas por uma causa, você consegue ir muito mais longe. É o que está acontecendo. Hoje eu sou uma unificadora de pessoas. Somo forças por causas importantes.

Perfil

Nascida em 14 de maio de 1982, em São Paulo, desde pequena Karina tem um grande fascínio por atividades que envolvam aventura e adrenalina.Com apenas 12 anos fez seu primeiro salto de paraquedas (duplo) e concluiu seu curso de mergulho autônomo. Em 1999, aos 17 anos, já era bicampeã brasileira de wakeboard e tricampeã na Categoria Open de Snowboard e recordista em mergulho livre (apnéia). Além dos citados acima, Karina já praticou, ou ainda pratica, muitos outros esportes, entre eles escalada em rocha, motocross, canoagem, stand-up paddle, rapel, hipismo, surfe, corridas de aventura, kitesurf, sandboard, esqui aquático, esqui alpino, snowboard, montanhismo e bungee jump. É, ainda, piloto privado de helicóptero e tem licença da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil).

Durante as práticas e competições de esportes de aventura, que sempre amou, Karina sempre foi uma aluna empenhada e uma das coisas que a faz mais feliz é poder ajudar as pessoas. Foi por esse motivo que, em 2000, ingressou na Faculdade de Medicina para trabalhar com emergências e resgates. No mesmo ano, começou a trabalhar como instrutora de mergulho nos finais de semana, só parando em 2006, quando começou a apresentar o quadro Rolé, da Sportv, dentro do programa Zona de Impacto, onde ficou dois anos.

Karina Oliani é a primeira médica brasileira a ter o título de especialista em medicina de emergência e resgate em áreas remotas. Em 2007, fundou, juntamente com um sócio, a Medicina da Aventura, entidade médica que tem como principal objetivo divulgar e fortalecer este novo conceito no Brasil. Nos anos seguintes, ela dedicou-se exclusivamente a produzir, dirigir e apresentar seus programas, criando, em 2009, sua própria produtora, a Pitaya Filmes.

Vai Lá

Site: www.karinaoliani.com.br

Instituto Dharma: http://institutodharma.org/

YouTube: https://www.youtube.com/user/KarinaOliani

Facebook: https://www.facebook.com/karina.oliani

Independente do estilo, todos requerem planejamento. Pensando nisso, pedimos ao montanhista José Eduardo Sartor Filho algumas dicas para você se dar bem. “Para vivenciar o acampamento pela primeira vez, vale de tudo. Levar os filhos para acampar no quintal de casa ou visitar algumas praias do Brasil”, conta ele, que já viveu a experiência em locais remotos e gélidos como o Monte Everest, no Himalaia.

Para Sartor, o mais importante é pesquisar antes sobre o destino escolhido. “É importante conhecer bem o local, saber onde se está indo, verificar a infraestrutura e como são pontos como locomoção, alimentação e fornecimento de água. Contar com guias da região ajuda muito”, destaca.

Alguns de seus locais preferidos e com boas estruturas para camping no Brasil são a Ilha Grande (RJ), Parque Nacional de Itatiaia (RJ), Pedra do Baú, em São Bento do Sapucaí (SP) e a Praia de Itamambuca, em Ubatuba (SP). As chapadas dos Veadeiros (GO), dos Guimarães (MT) e Diamantina (BA) e o Jalapão (TO), também são ótimas opções. Para completar, pode-se ir para as praias do nordeste ou Bonito (MS).

Quanto mais desenvolvido o destino, maior a chance de encontrar opções de hospedagem como glamping. Isso há, por exemplo, na cidade paulista de Socorro. Nessa forma de campismo, você só leva na mala itens pessoais, já que a empresa fica responsável por toda a infraestrutura.

Já para quem gosta de pegar a estrada com motorhomes, a escolha do destino e a duração da viagem vai depender da infraestrutura do local. Esse tipo de camping pode contar com energia elétrica, água e até conexão de esgoto para o caminhão.

Independente do tipo de viagem escolhida, planeje todos os detalhes para se sentir bem na natureza. Elaboramos uma lista com itens básicos para qualquer viagem de acampamento.

ACAMPAMENTO

COZINHA

ROUPAS

ITENS PESSOAIS

OUTROS ITENS

Vai lá:

Associação Brasileira de Campistas

http://anacamp.com.br/

http://www.webcamping.com.br/associacoes.htm

http://www.motorhomedobrasil.com.br/servicos/associacoes.html

Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

http://www.icmbio.gov.br/portal/visitacao1/visite-os-parques

Abeta Naui worldadventuresociety Radio Bandeirantes Band News FM 4x4brasil ajanelalaranja adventuremag aventurebox blogdescalada Challenging your Dreams colunadeturismo diariodoturismo extremos gazetaesportiva guiaviajarmelhor gpm hoteliernews istoe istoedinheiro revistaecoturismo macamp nadapedalacorre overlanderbrasil portadeembarque qualviagem ravejante Vagabundo.Profissional viajaresimples viajandoporesporte escala webventure .fagga saopauloexpo
Local do Evento
SÃO PAULO EXPO
Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5
São Paulo, Brasil
COMERCIAL
+55 11 5067-1717 | 1770
comercial@adventurefair.com.br
INFORMAÇÕES, DÚVIDAS E SAC:
FALE CONOSCO
+55 11 5067-1717
+55 11 5067-1770
Atendimento: 09h às 20h
contato@adventurefair.com.br
Dúvidas:
COMPRA DE INGRESSO
SAC: Clique aqui
+55 (11) 4003-2051

Trade e Convidados
CREDENCIAMENTO
+55 (11) 2129-6323
credenciamento@credenciamentoweb.com.br