Navegue
por categorias

Kitesurfe: Tudo sobre esse esporte multitarefa

Kitesurfe: Tudo sobre esse esporte multitarefa

Comandar uma prancha e um velame ao mesmo tempo é o maior desafio encarado por atletas de kitesurfe. Se você curte um esporte multitarefas e adrenalina, este pode ser uma boa opção. A modalidade é bem difundida no mundo todo, principalmente em destinos com praias e lagos com ventos constantes. E nela, é preciso coordenar um velame, também chamado de pipa, e uma prancha para alternar manobras na água e no ar.

A palavra kitesurfe surgiu da junção de duas palavras inglesas: kite, que significa pipa, e surf, que significa navegar. Na prática, o atleta utiliza uma prancha fixada aos pés e uma pipa inflável (semelhante a um parapente) fixada ao seu torso. Em média, as manobras podem superar 60 Km/h e 150 metros de distância com permanência no ar por cerca de cinco segundos.

No Brasil existem escolas especializadas em te ajudar a dar os primeiros passos no esporte. “O curso é indispensável, porém, o kitesurfe é fácil de aprender em qualquer idade. Basta procurar um profissional adequado”, conta Alexandre Moraes, que já foi vice-campeão paulista de wakeboard e pratica kitesurfe há mais de 7 anos. Segundo ele, o Ceará é o maior destino do esporte no Brasil para iniciantes. “É um lugar ideal para aprender devido às lagoas sem ondas e aos ventos que encontramos praticamente todos os dias”, detalha. “A lagoa do Cauípe, em Cumbuco, é um dos melhores lugares para se praticar kitesurfe no mundo”, complementa Carlos Mário (Bebê), o maior atleta da modalidade hoje no país, que começou no esporte aos oito anos e atualmente é bicampeão mundial freestyle (2016 e 2017).

O kitesurfe se popularizou no Brasil em meados dos anos 90, quando praias do Ceará e Rio Grande do Norte passaram a receber praticantes estrangeiros. A primeira patente que se tem notícia foi registrada pelo holandês Gijsbertus Adrianus Panhuise em 1977, de um equipamento que inspirou o desenvolvimento da modalidade como é hoje. “Com três anos de idade já dá para começar a praticar. O equipamento muda de acordo com a pessoa”, comenta Bebê.

A lista de brasileiros que estão entre os melhores do mundo ainda conta com Bruna Kajiya, atual campeã mundial; Set Teixeira (número 3 no mundo); e Alex Neto (sexto no ranking mundial). A World Kiteboarding League (WKL) é a entidade responsável pela organização do esporte competitivo.

Já a prática amadora é iniciada em escolas e projetos sociais. A Abeta (Associação Brasileira das Empresas de Ecoturismo e Turismo de Aventura) recomenda a procura por empresas que possuam Sistema de Gestão de Segurança certificada.

Onde praticar

Segundo dados do site Trip Advisor, a Praia do Preá, em Jericoacoara, é o principal destino de kitesurfe do Brasil. Ainda no Ceará, os mais experientes no esporte citam a região de Cumbuco, onde está a Lagoa do Cauípe, a cerca de 30 km da capital Fortaleza. O local é o favorito de Bruna Kajiya, três vezes campeã mundial no esporte, e também é a residência do bicampeão mundial Carlos Mário (Bebe).

Luiz Henrique Tapajós, outro multiatleta que se encantou pelo kitesurfe, cita os seguintes locais: Praia do Flamengo, na capital fluminese, Salvador (BA), Bom Jesus dos Pobres (BA), Coruripe (AL) e Ibiraquera (SC).

As opções pelo Brasil são realmente várias. Veja a lista:

Amapá

Alagoas

Bahia

Ceará

Maranhão

Paraíba

Pernambuco

Piauí

Rio de Janeiro

Roraima

Rio Grande do Sul

Rio Grande do Norte

Santa Catarina

São Paulo

Kitesurfe no mundo

Fora do Brasil a lista de locais com vento ideais para a prática do kitesurfe também é extensa. Uma dica é acompanhar a programação da Liga Mundial de Kiteboard, que organiza circuitos mundiais de competição. "Em Portugal, gosto da Praia do Guincho e da lagoa da Albufeira, que são muito bons no verão com ventos todos os dias”, revela Alexandre Moraes.

“Eu tive muita sorte no Egito. É um dos lugares mais lindos que já visitei. Sempre que fui pra lá competir me dei bem. O mar é raso. Incrível! Até aproveitei para mergulhar com golfinhos”, finaliza Carlos Mário, que volta a competir no circuito mundial em abril em busca do tricampeonato.

África do Sul

Austrália

Colômbia

Espanha

Egito

Espanha

Estados Unidos

França

Marrocos

Vietnã



Vai lá

Liga Mundial de Kiteboard: http://www.worldkiteboardingleague.com/

Associação Brasileira de Kitesurf: http://www.abk.com.br/escolas.php

Abeta: http://abeta.tur.br/pt/atividades/kitesurfe/

WAS: http://wasbrasil.com.br/modalidade/kitesurf

Organização Internacional de Kiteboard: https://www.ikointl.com/IKO-Kite-Schools-Centers?school_combine=Brazil


Foto: Crédito é da WKL

Abeta Naui worldadventuresociety Radio Bandeirantes Band News FM 4x4brasil ajanelalaranja adventuremag aventurebox blogdescalada Challenging your Dreams colunadeturismo diariodoturismo extremos gazetaesportiva guiaviajarmelhor gpm hoteliernews istoe istoedinheiro revistaecoturismo macamp nadapedalacorre overlanderbrasil portadeembarque qualviagem ravejante Vagabundo.Profissional viajaresimples viajandoporesporte escala webventure .fagga saopauloexpo
Local do Evento
SÃO PAULO EXPO
Rodovia dos Imigrantes, KM 1,5
São Paulo, Brasil
COMERCIAL
+55 11 5067-1717 | 1770
comercial@adventurefair.com.br
INFORMAÇÕES, DÚVIDAS E SAC:
FALE CONOSCO
+55 11 5067-1717
+55 11 5067-1770
Atendimento: 09h às 20h
contato@adventurefair.com.br
Dúvidas:
COMPRA DE INGRESSO
SAC: Clique aqui
+55 (11) 4003-2051

Trade e Convidados
CREDENCIAMENTO
+55 (11) 2129-6323
credenciamento@credenciamentoweb.com.br